Artigos,  Moda

TommyxGigi: Teremos a cintura baixa de volta?

No mês em que a Elle traz a cintura baixa como uma das aparições das passarelas, a coleção de Gigi Hadid em parceria com a Tommy Hilfiger desfilada nesta semana fez questão de trazer o modelo em meio a um velho conhecido nosso, seu arqui-oposto, a cintura alta. Vivemos bons tempos com esse modelito, combinado a um top cropped curtinho, deixando à mostra um pedaço de pele misterioso. Será que deixaremos isso para trás?

Maybe yes, maybe not. A minha preocupação particular aqui é termos de volta a moda questionável que vigorava nos anos 1990/2000 com a cintura baixa, bem cocotinha, quase nenhum zíper nas calças… Já imaginou se trazem de volta nos modelos pantacourt (aliás, boca de sino, que é pra gente se sentir no passado meeesmo! haha), daí compomos o look com corset de renda, com aquela choker alongada… Brincadeira! Estou fazendo um dramalhão só porque chama a atenção as pelo menos sete vezes em que a cintura baixa aparece na coleção Resort 2017 da TommyXGigi. A proposta dessa vez segue a linha boyish, que já pegou há um tempo, e reforça um look bem descontraído e esportivo.

ALERTA TREND

Além da cintura baixa, vale a pena ficarmos ligadas em outras trends que a coleção de Gigi Hadid sugeriu. Já viram por aí uma jaqueta bomber cropped? Tá tendo! E casaquinho de tela, inspirado nas meias-calças arrastão de que já falamos aqui? Tá tendo também! E vou reforçar outra tendência que já tratamos aqui no blog e apareceu na Tommyland: estampa de estrelas. Volta e meia uma peça trazia a referência, principalmente com exaltação aos Estados Unidos. Não custa lembrar que Gigi chegou a fazer uma imitação da primeira-dama americana, Melania Trump, esposa de um dos presidentes mais nacionalistas que já vimos nos últimos tempos.

PARA REAFIRMAR

E parece que o cropped respira por mais uma temporada lá nas gringa! Na coleção de Gigi a peça apareceu colorida, sem mangas, com gola polo, mangas compridas. Gostei! E também sobrevivem a jaqueta bomber, listras (estas em diferentes direções), o metalizado, sobreposições (mas apareceram em menor frequência) e o floral. Tudo que já temos no guarda-roupa, né mesmo?! Ah! Dependendo de Gigi, as chokers terão vida longa em diferentes propostas e o comprimento dos nossos vestidos será bem democrático – do curto ao longo.

CORES

Muito vermelho, amarelo e preto juntos, o que dá uma ideia de personalidade danada. Vale observar a frequência do vermelho e do branco (será aquele reforço nacionalista citado há pouco?). As cores aparecem em tonalidades mais sutis também, como no vestido longo fluido e o midi com gola e mix de listras horizontais com tema floral.

OLHO ABERTO

Não considero ainda um alerta trend, porque apareceram bem pouquinho no desfile TommyXGigi, mas há coisas para as quais a gente precisa ficar de olho. Franjas, o decote ciganinha nos biquínis e o vestido tipo roupão. Cito a Elle novamente porque na edição de janeiro há uma menção a essa aparição nas passarelas, mas pouco se falou sobre, né? Anota aí!

No geral, gostei da coleção. Imagino Gigi usando todas as peças apresentadas e ao mesmo tempo percebo uma personalidade americana que pessoalmente ainda não conheço. É divertido, colorido, refrescante, jovial. Gosto! E vocês?

Curiosa, jornalista e libriana. Mestranda no PósCom/Ufba, interessada nos valores - os meus, os seus, os de notícia e os humanos. Se piscar o olho, o cochilo vem, mas os olhos sempre estão abertos para uma série ou outra que desperte o interesse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *