Artes,  Artigos

Quem é Ruth E. Carter, a primeira pessoa negra a ganhar um Oscar de Melhor Figurino

Um dos grandes destaques do Academy Awards de 2019, premiação realizada neste domingo (24), foi o reconhecimento da qualidade de produtos feitos por e sobre os negros. Mostra disso foi o filme ‘The Black Panther’ (2018) ser o primeiro filme de super-herói indicado a Melhor Filme. Uma certeza disso foi a designer afroamericana Ruth E. Carter ser a primeira pessoa negra a ganhar o Oscar de Melhor Figurino, por ‘Pantera Negra’.

Isso levou tanto tempo… Spike Lee, obrigado por ser meu começo. Espero que isso te deixe orgulhoso. Marvel criou o primeiro super-herói negro, mas com o nosso figurino o transformamos em um rei africano.

Ruth E. Carter em seu discurso na noite do Oscar, ao receber a estatueta de Melhor Figurino, por ‘The Black Panther’, segundo o G1

Com o longa da Marvel, Ruth E. Carter também saiu vencedora no Prêmio da Associação de Designers de Figurinos, levando as categorias Realização de Carreira e Excelência em Filme de Ficção Científica / Fantasia. Aos 58 anos, a designer estudou na Hampton University, na Virginia, onde se formou em educação. Depois de se formar, teve seu caminho cruzado com o do jovem Spike Lee, enquanto trabalhava no Los Angeles Theatre Centre. É com ele que a figurinista acumula mais trabalhos em sua carreira.

Ruth E. Carter também foi premiada no Prêmio da Associação de Designers de Figurino (Foto: Reprodução / Twitter Ruth E. Carter)

Na indústria cinematográfica há cerca de 30 anos, Ruth já atuou em 40 filmes e foi indicada à maior premiação do cinema por outros dois longas: ‘Malcolm X’ (1992), dirigido por Spike Lee, e ‘Amistad’ (1997), dirigido por Steven Spielberg. Também foi indicada ao Emmy com ‘Roots’ (2016), de Phillip Noyce, Mario Van Peebles, Thomas Carter e Bruce Beresford.

“É como uma poção mágica para vestir um ator fantasiado. Eles começaram a se transformar e se ver como outra pessoa. Alguém menos afortunado ou mais afortunado e as idéias sobre os detalhes do personagem começam a fluir. Quem é você? Eu pergunto. Onde você nasceu? Onde você trabalha? Todas estas questões são a base para a construção de uma grande fantasia”, escreve Ruth no blog que alimenta, no domínio https://ruthecarter.com/.

(Foto: Reprodução / Blog Ruth E. Carter / Film Frame ©Marvel Studios 2018)

Fazer uma visita ao blog de Ruth é uma experiência interessante para quem quer entender o processo de criação de figurinos. Infelizmente não há muitas postagens e a designer parou de atualizá-lo em 2017, mas o que podemos ver sobre ‘Pantera Negra’ é incrível. O “figurino especial” foi criado inteiramente para aquela montagem. Ruth diz que a divisa na parte frontal do corpo deveria ter uma razão especial de ser, que fosse africano.

“Se este tabardo (preso ao arreio de couro) fosse tão proeminente nesta fantasia de guerreiro, eu precisava que estivesse lá por um bom motivo. As contas africanas eram símbolos de status social e amplamente utilizadas em arte e cerimônias sagradas para atrair os espíritos. Então, pensei, ‘proteção’ ‘realeza’. Eu adorei o tabardo inteiro na tradição dos cinturões nigerianos ou iorubás, depois adicionei algo especial para cada usuário. Em direção ao fundo do tabardo há um cristal, um pedaço de jade e um animal simbólico. Para Nakia, era algo do “Rio”, simbolizando sua tribo. Toda uma mistura de culturas. E todos os símbolos de proteção e sacrifício pessoal”, contou.

Card de divulgação do filme ‘The Black Panther’ (Foto: Marvel Studios)

Mas o processo de criação desse figurino, como um todo, durou cerca de seis meses, regado a leitura de quadrinhos, ilustrações, imagens do que ela achava que seria Wakanda. O resultado foi uma coleção de referências do Afropunk e da diáspora africana, com pessoas vestindo jeans ou roupas africanas com um toque mais moderno. Na reunião com o diretor Ryan Coogler, Ruth percebeu que ambos haviam selecionado imagens semelhantes como referência para o figurino do filme. É o que ela chamou, numa entrevista ao WBur, de “encontro das mentes”.

Só de ouvi-lo falar sobre crescer em Oakland, eu poderia me relacionar com minhas raízes em Massachusetts. Algumas das coisas que fizemos quando crianças, como celebrar Kwanzaa e ouvir The Last Poets e realmente pensar sobre Afrofuture crescendo, ele meio que teve essa mesma doutrinação, alguns anos depois de mim, mas ainda uma parte de ambos das nossas criações. Isso também criou uma conexão. Eu acho que é assim que nossa jornada começou.

Ruth E. Carter em entrevista ao WBur sobre processo de criação do figurino de ‘The Black Panther

Veja mais:

The Powerful Message Black Panther’s Costume Designer (and Oscar Winner) Ruth E. Carter Wants to Send Through Clothing
From ‘Black Panther’ To ‘Malcolm X,’ Ruth E. Carter Creates Character Through Costume

Ruth E. Carter se torna 1ª pessoa negra a ganhar Oscar de Melhor Figurino

Curiosa, jornalista e libriana. Mestranda no PósCom/Ufba, interessada nos valores - os meus, os seus, os de notícia e os humanos. Se piscar o olho, o cochilo vem, mas os olhos sempre estão abertos para uma série ou outra que desperte o interesse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *