O que é a técnica No-Poo e quais os benefícios para os cabelos

O que é a técnica No-Poo e quais os benefícios para os cabelos

Já perceberam como as coisas fluem naturalmente, se for esta a intenção? Dia desses, cheguei no trabalho e uma amiga cacheada me indicou a linha Deva Curl, que seria ótimo para esse momento de transição pelo qual estou passando etc e tal. Dei importância, pesquisei o preço dos produtos, mas passou. Alguns dias depois, assisti a uma entrevista de Julia Konrad, intérprete de Ciça, em Malhação, para o Encontro com Fátima Bernardes, em que ela dizia usar a técnica No-Poo para cuidar dos cabelos.

Julia Konrad, a Ciça, da temporda 2015/2016 de Malhação, usa a técnica No-Poo para lavar os cabelos (Foto: Reprodução/ Globo)
Julia Konrad, a Ciça, da temporda 2015/2016 de Malhação, usa a técnica No-Poo para lavar os cabelos (Foto: Reprodução/ Globo)

A curiosidade bateu quando ela disse que não-lavava-os-cabelos-com-shampoo. Mas como é isso, gente?! Comentei com essa minha amiga cacheada e ela respondeu que já conhecia a técnica – adivinhem só – do Deva! Pesquisando daqui, consultando alguns especialistas dali, percebi que o negócio é muito mais embaixo. Não é só não-lavar-os-cabelos-com-shampoo. Quer saber mais? Vem cá!

Mas o que é mesmo o No-Poo, moça criada?

O No-Poo é uma técnica de limpeza dos cabelos sem a agressão das químicas do shampoo, que não tira todos os lipídios, nutrientes e agentes protetores dos fios e do couro cabeludo. A visagista e hairstylist do Avant Gard 667 Natacha D’Alessandro explica que quem adere à técnica abole o uso dos shampoos, mesmo os de caráter mais leves. “Sendo assim, além dos petrolatos*, não utiliza qualquer produto (máscaras, leave-in, condicionadores) que contenham silicones insolúveis em água, pois estes só são retirados do cabelo com shampoo”, acrescentou Natacha.

*Para nós, moças, que ainda estamos aprendendo essas coisas todas, os petrolatos são um derivado de petróleo usado em cosméticos, produtos para cabelos e loções corporais, com nome de paraffinum liquid ou óleo mineral. De acordo com o site Ecycle, o óleo mineral não possui nenhum fator hidratante, mesmo que a gente utilize muitas vezes o produto, ele não conseguirá penetrar nas camadas mais profundas dos nossos tecidos e transportar consigo componentes vitais. Ao contrário, a substância pode ser prejudicial por criar uma película impermeável, que barra a reposição nutricional quando acabar a hidratação – que o óleo mineral não deixa que se perca. A substância também pode se acumular e causar entupimento de poros, dificultando o crescimento dos cabelos e dermatites na pele.

Tem um negócio chamado Low-Poo também, né? Que isso?

A prática do Low-Poo tem a mesma proposta do No-Poo, mas é um tantinho menos radical. Quem adere à técnica utiliza shampoos com agentes de limpeza leves, que não agridem a fibra capilar, por exemplo, a Betaína cocamidopropyl (Anfótero) e Sulfossuccinato de Sódio de Dioctilo. Tais substâncias fazem menos espuma e proporcionam limpeza aos fios sem retirar a proteção natural do couro cabeludo.

Mas shampoo que não faz espuma lava mesmo, dona moça?

Ei, lava sim, viu! Pelo que Natacha contou, a ideia da espuma é unicamente ocidental e não é sinônimo de limpeza. Tem produtos que fazem litros de espuma, mas que no final das contas agridem as madeixas e deixam os fios limpos, sim, mas tão ressecados quanto. Aí fica meio ruim, né, não?!

Han… E quais são as vantagens de aderir a esse No-Poo?

Quando a gente substitui o Lauryl Sulfate, Sodium Laureth Sulfate, as substâncias usadas em produtos No-Poo fazem uma limpeza mais profunda nos fios. Pra ficar mais claro, o visagista e membro do Mestre dos Cachos Wilson Farias dá a real: “Brilho e flexibilidade dos fios”, movimento. Isso porque menos lipídios são removidos, os produtos No-Poo têm agentes levemente hidratantes e substâncias capazes de eliminar apenas os silicones solúveis.

E se eu quiser mudar agora para o No-Poo, faço o quê?

O ideal é procurar ajuda especializada para saber quais produtos podem se adequar melhor ao seu tipo de cabelo. Mas como todo mundo é livre pra não seguir regras, você já pode começar a ler os rótulos dos produtos e fugir das substâncias mencionadas acima, como o Sulfate (Sulfato) e Sodium Laurenth (SLS, ou Lauryl, ou sulfato de sódio).

Tem restrições, cuidados especiais ou recomendações?

O visagista e membro do Mestre dos Cachos Wilson Farias faz uma observação bem pertinente, que só o acompanhamento com um profissional da beleza pode te deixar mais confortável (pelo menos me deixa, rs). O uso constante da técnica No-Poo ou Low-Poo exige uma lavagem mais profunda em alguns momentos, porque a mistura dos agentes hidratantes com o suor podem trazer desconfortos. O ideal é fazer a lavagem seguida de hidratação ou nutrição. “A limpeza deve ser feita com shampoo de PH neutro, com movimentos circulares leves por duas vezes. Em seguida, aplicar uma máscara de hidratação, agir por 10 a 15 minutos e enxaguar completamente, finalizando como de costume”, ensinou.

Achou a técnica bacaninha e está pensando em experimentar? Eu também! Voltarei para contar o resultado!

Beijo!

 

Wilson Farias indica: Avlon, African Pride, Revlon, Luster’s, Deva Curl, Vector Forca da Grandha e Lola Cosmetics.

Natacha indica:
Lista de substâncias que compõem produtos Low/No-Poo
Lista de shampoos e condicionadores liberados para as técnicas Low/No-Poo

4 comentários sobre “O que é a técnica No-Poo e quais os benefícios para os cabelos

  1. Muito bom, moça! Eu não sabia o real significado do Low poo, acabei percebendo que sigo um tanto esse método porque não uso shampoo com sulfato e petrolatos, só os com ativos naturais botânicos.

    1. Oba! Bom saber que te ajudei um tiquinho, Renatinha! 😀 Acho que vou me enveredar por essa onda Low/No também. :* :*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *