Nêssa lança ‘Tara’, feat com A Dama: ‘Enaltecendo pagodão, a mulher preta’

Nêssa lança ‘Tara’, feat com A Dama: ‘Enaltecendo pagodão, a mulher preta’

A cantora e compositora Nêssa lançou nesta semana o clipe de ‘Tara‘, feat com A Dama. A música é da própria Nêssa, com produção musical de Bruno Zambelli e pós-produção de Rafa Dias.

Em entrevista ao Moça, Nêssa lembra que toda a produção foi feita em cerca de dois meses, desde a composição até o lançamento do clipe, no dia 7.

“‘Tara’ foi a primeira música que eu escrevi na pandemia inteira. ‘Tara’ veio no momento que eu tava bem, assim, descrente de tudo, bem desesperançosa, com bloqueio criativo grande. Consegui escrever o refrão, mandei pra Zamba, que é meu parceiro de produção musical, e aí a gente começou a desenvolver junto e eu terminei de escrever”, conta.

Parceria com A Dama

O feat com um dos principais nomes do pagode feminino veio como o que Nêssa chamou de “sincronia do universo“. A Dama a procurou para que trabalhassem juntas logo quando a música estava pronta.

“Quando ela topou, escrevi a parte dela pensando na vivência dela mesmo. Ela é uma artista LGBT, nunca tinha visto ela cantar nada passando quem ela realmente é. Ela super ficou feliz com essa proposta, e aí a gente fez”, lembra Nêssa.

A parceria das duas repercutiu nas redes sociais. Destaque para a qualidade musical e audiovisual, e para o potencial de hit na alta estação.

Nêssa comemora a repercussão do single, bem aceito tanto pelo seu público quanto pelo público da Dama.

“Acho que está causando isso nas pessoas porque é algo inovador, duas mulheres se unindo na cena baiana pra fazer um trampo totalmente diferente, totalmente fora da caixa, enaltecendo o pagodão, a mulher preta. Tô muito feliz”, destaca.

+ Veja também: Yan Cloud canta resistência e autoestima em ‘PINKBOY’

Figurino

O som de ‘Tara‘ é envolvente, mas não é só a batida swingada que chama a atenção. O figurino de Digo Santtos, beleza de Beberes e os longos cabelos por Afro Odara coroam a vibe feminina e sensual de versos como “É que tu gosta de me ver sentando / E eu gosto de te ver sentir / Corpo e me se conectando /Faço tudo que cê me pede”.

“A produção de moda quem fez foi Digo Santtos, que é um grande amigo meu que faz Nininha Problemática – ele é Ninha Problemática – e eu sempre admirei muito o trampo dele fazendo a personagem, e chamei ele pra fazer, pra me vestir. Ele é muito talentoso e vestiu eu e A Dama. Tudo ideia dele. A maquiagem quem fez foi beberes, maquiadora preta aqui de Salvador. muito talentosa, sempre quis trampar com ela. Meu cabelo quem fez foram as meninas da Afro Odara. Salvador é grande potência, tem muita gente talentosa”, acrescenta Nêssa.

Assista ao clipe de ‘Tara’:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *