Artigos,  Moda

Dicas para incluir o chapéu no look do dia

Dia desses precisei de um chapéu para me proteger do sol durante o trajeto para o trabalho. Não tinha nenhum no guarda-roupa. Ao mesmo tempo, percebi que usar chapéus nunca foi o estilo daquelas que me cercam e que me criaram. Não tenho referência pra isso.

Lancei o questionamento no Facebook e só uma pessoa me respondeu que usava. E foi motivada a usar por causa dos filmes estrangeiros. Como nunca fui muito apegada à sétima arte, perdi a inspiração, né?!

Nessa publicação do Facebook, vááárias amigas me falaram que não tinham ideia de como combinar chapéus. Então eu fui buscar informações com quem sabe das coisas. A consultora de imagem e estilo Clarice Dewes deu dicas bem legais sobre como usar, com o que combinar e como escolher o modelo mais apropriado ao nosso rosto. Vê só!

Como acertar?
Embora esteja mais presente nos looks recentemente, chapéus ainda são vistos como “ousado” por quem não tem o costume. A primeira dica da consultora de imagem e estilo Clarice Dewes é ter atitude, sem medo de “ousar e ser feliz”. A ousadia, no entanto, deve combinar com seu estilo.

Qual devo usar durante o dia?
O modelo panamá é casual e combina com looks diurnos, leves e descontraídos.

O modelo floppy também é indicado e está em alta, já que compõe um visual hippie-chic. Clarice indica o floppy em looks de inverno, porque as abas largas ajudam a proteger do frio.

Quero um chapéu clássico. Qual escolher?
O modelo clochê, que remete à década de 1920, deixa a combinação com ar romântico e delicado. É ótimo para quem curte um visual mais “menina”, de acordo com Clarice Dewes.

O modelo coco, pequeno e arredondado, agrada quem gosta de se vestir de forma ousada.

Drops
– Os chapéus de feltro são os mais apropriados para usar a noite porque conferem um ar mais elegante. Clarice Dewes chama a atenção para o local. “Em jantares ou eventos sociais, teatros, cinemas e shows em ambientes fechados, não é recomendável o uso”, alerta.
– Abas enormes não são apropriadas às baixinhas, assim como chapéus muito pequenos não são adequados a quem é muito alta ou está acima do peso
– Rostos triangulares ficam bem com chapéus de copa arrendodada
– Abas largas funcionam em rostos quadrados, enquanto que os rostos mais arredondados pedem sempre tamanhos mais proporcionais entre a copa e a aba – nem muito grandes, nem muito pequenas

Já me sinto mais inspirada a usar chapéus. E vocês, moças?

Curiosa, jornalista e libriana. Mestranda no PósCom/Ufba, interessada nos valores - os meus, os seus, os de notícia e os humanos. Se piscar o olho, o cochilo vem, mas os olhos sempre estão abertos para uma série ou outra que desperte o interesse.

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *