Especialista fala dos riscos e benefícios da blefaroplastia

As moças novinhas ainda não sentiram na pele o reflexo do tempo, mas aquelas que já chegam aos 30 anos começam a perceber flacidez, bolsas de gorduras e rugas nas pálpebras. Aliás, falei das moças, mas esqueci que os moços criados também têm sua vaidade e se incomodam. O que há de comum entre ambos, além do aspecto cansado e envelhecido causado por aquelas características listadas acima? A procura pela blefaroplastia.

É o que diz a dra. Paula Samy, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e do quadro de profissionais do Centro da Saúde Ocular Kátia Mello, no Rio de Janeiro. Não existe uma idade mínima para fazer o procedimento, mas os melhores candidatos à cirurgia são aquelas pessoas saudáveis, não fumantes e sem condições oculares graves. “Pessoas com doenças crônicas, como hipertensão e diabetes, devem controlá-las antes de se submeterem à cirurgia”, lembra Paula, acrescentando que gestantes não podem passar pelo procedimento estético.

Os riscos da cirurgia são um tanto assustadores, como infecção, prejuízo temporário ou perda da visão, disfunção da pálpebra e trombose venosa profunda, segundo informa a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Apesar disso, o procedimento é bastante popularizado no Brasil e muito procurado por diversas faixas etárias, de acordo com a dra. Paula Samy. E quem está interessado desembolsa, em média, a partir de R$ 5 mil.

Blefaroplastia elimina a flacidez, bolsas de gorduras e rugas das pálpebras inferior e superior (Foto: Reprodução/Image Source/Corbis)

Na entrevista rapidinha com a dra. Paula, mais detalhes sobre o procedimento são explicados. Vale conferir!

Como saber qual o momento adequado para fazer o procedimento?
Quando a pessoa perceber que a flacidez, bolsas de gorduras e rugas nas pálpebras a estão deixando com um aspecto cansado, triste e envelhecido, e isso a está incomodando de alguma forma, ela pode procurar um cirurgião plástico para se informar mais sobre a cirurgia e realizar o procedimento.

Quais são os cuidados pré e pós-operatório que a pessoa que se submete ao procedimento precisa tomar?
As recomendações pré e pós-operatória são simples. No pré-operatório, algumas das orientações são: Jejum de oito horas antes da cirurgia, abstenção de medicações anticoagulantes, como a aspirina, e de tabaco, por pelo menos um mês antes da cirurgia. Já no pós-operatório, estão incluídos repouso, utilização de óculos escuros, compressas geladas e dormir com a cabeceira elevada para reduzir o inchaço da região. Por volta de três dias, o paciente já poderá voltar as suas atividades normais.

Quais os riscos que a blefaroplastia oferece?
Praticamente não existe contraindicação, a não ser que o clínico diga que há risco cirúrgico, mas ainda assim podemos fazer, com anestesia local, um procedimento menor e mais limitado. A complicação mais comum, mas que é rara de acontecer, é o hematoma (sangramento), principalmente em pacientes hipertensos. Portanto, pessoas com doenças crônicas, como hipertensão e diabetes, devem controlá-las antes de se submeterem à cirurgia. O procedimento não pode ser realizado em gestantes.

As bolsas de gordura, rugas das pálpebras e flacidez na região em torno dos olhos são causadas por quais fatores? Dá pra evitá-las?
Elas são causadas pelo próprio processo de envelhecimento, além de fatores genéticos e ambientais. Esse processo pode ser acelerado pela perda de peso súbita e estresse. Não dá para evitá-las. Mas alguns cuidados com a alimentação, controle do peso e evitar situações de estresse pode ajudar as pessoas a não desenvolverem essas características precocemente.

Como pode proceder aquela pessoa que sofre com os incômodos listados acima, mas que não tem coragem de fazer a blefaroplastia?
Muitas pessoas temem o procedimento por falta de conhecimento sobre ele ou medo de que algo dê errado. É importante que ela procure um cirurgião plástico para que ele possa tirar suas dúvidas e tranquilizá-la sobre a cirurgia. O procedimento é simples e rápido. É realizado em torno de duas horas se for feito nas pálpebras superior e inferior e é realizada, mais comumente, apenas sob anestesia local com sedação. A anestesia geral é utilizada somente quando necessária.

YouCam: Aplicativo permite testar cores, cortes e makes

Imagina que fácil seria poder testar o corte de cabelo antes de passar a tesoura nas madeixas? Ou saber se o batom hit da estação combina com seu tom de pele? Maravilha, não é mesmo?!

O aplicativo YouCam MakeUp, que apareceu recentemente prometendo milagres, tem um uso muito maior se aproveitadas todas as possibilidades. Disponível para download nos sistemas iOS e Android, o app é multitarefa: dá pra consertar o nariz, corrigir o contorno do rosto, alterar o formato e a cor das sobrancelhas.

Dá pra testar cortes e cores de cabelo, além de tons do batom. Esse roxo já conquistou a moça (Foto: Moça Criada)

Tudo começa com alguns visuais completos disponíveis e sobrepostos ao seu rosto filmado na câmera frontal do celular. Ao selecionar um visual e capturar a imagem, surgirão na tela as opções de customização da make. Dá pra alterar os níveis e cores de base e blush, remover manchas na pele e modelar o rosto; é possível escolher o traçado do delineador, o volume de cílios e tirar as bolsas d’água debaixo dos olhos.

Moça se sentindo um tanto Frida Kahlo com as sobrancelhas grossas e as flores na cabeça. Tudo feito no app (Foto: Moça Criada)

O aplicativo ainda oferece opções diferentes de cor de batom e clareamento dos dentes, além da possibilidade de mudar o corte de cabelo e a cor. De quebra, o YouCam MakeUp disponibiliza acessórios para compor o visu.

Nota da moça: Brinquei com o app, montei quatro looks diferentes e achei simples de manusear. Parece mágica, de fato, mas foi muito bom saber que o batom roxo cai bem com o meu tom de pele e que alguns tons de loiro no meu cabelo não são adequados. Além disso, testei alguns formatos de sobrancelha e, definitivamente, tê-las em arco não é um bom negócio para harmonia dos meus traços.

É bom ter um programa para ajudar quando a dúvida bater antes da escolha da make ou do corte ideal.

Julia Faria deixa lições em bate papo com quem faz a moda em Salvador

Na noite desta quinta-feira (24), as moças que fazem moda se reuniram no teatro Eva Hertz, na livraria Cultura do Salvador Shopping, para um bate-papo com a atriz e blogger Julia Faria. A consultora Ana Cury ficou responsável por mediar a conversa.

Apesar de o encontro ser parte do Projeto Estações, que celebra a chegada da primavera, cuja campanha do centro de compras foi estrelada pela própria Julia, a conversa não teve como pauta apenas moda. Não deu pra dissociar, já que estávamos todas unidas por causa desse gosto comum, mas o bate-papo serviu para conhecermos um pouco mais de Julia. Papo de amigas, para usar o termo utilizado pela blogger como definição da “linha editorial” do seu site.

Ana Cury, à esquerda, e Julia Faria, à direita (Foto: Moça Criada)

Alguns momentos do passado foram lembrados, como quando a blogger era uma adolescente hippie nata, daquelas que usavam pulseira de semente, rasteirinha, saia longa e vivia no forró. Nessa época, já fazia teatro e vislumbrava o curso na faculdade, mas decidiu cursar jornalismo para ter um plano B. Dali seguiu para a Capricho, onde descobriu seu amor por moda, e depois agarrou a oportunidade de trabalhar na Vogue Brasil, onde ficou por um ano e meio.

O teatro acabou falando mais alto e Julia largou o jornalismo para se dedicar às artes cênicas. A moda passou a ser digital e incluída na categoria lifestyle de sua vida. Puro achismo, inspiração e como se estivesse falando com a própria amiga explicam o lugar da moda em sua realidade. Mas, no fim das contas, é assim que as leitoras da blogger parecem se senti- amigasr . Ao menos foi o que deu pra observar daquelas que manifestaram apoio na gordice de brigadeiro para assistir à global Verdades Secretas, ou daquelas que notaram o foco no fitness style depois da viagem de Julia a Ibiza.

Bate-papos como esse são interessantes. Não diria que para aproximar os leitores de quem seguem, porque isso já é proporcionado pelas redes sociais digitais, com destaque para o Snapchat. Mas gosto do formato por causa da interação imediata, com a espontaneidade que o momento permite. Momento memorável foi quando uma mocinha de 9 anos perguntou a Julia o que fazer para que sua mãe a deixasse ter um blog de moda. A resposta não poderia ter sido mais inspiradora. Não exatamente com essas palavras, mas próximo disso: se for a sua paixão, você conseguirá aquilo que deseja. É só esperar.

Peguei pra mim também.