Artigos,  Moda

Beachwear: A moda praia do verão 2017

Um saber comum entre a gente é que roupas de verão ficam mais baratas no inverno e roupas de inverno ficam mais baratas no verão, né?! Pensando nisso, a gente poderia ficar mais atenta às passarelas pra ficar de olho no que as grifes indicam como tendência para a alta estação já em março, quando as araras das lojas estão repletas de casacos, calças, botas etc e tal (botas em Salvador… seria nosso sonho de glamour? hehe). Aí a gente não ia ter que correr atrás do prejuízo tão em cima da hora da viagem de verão e custando tão carinho… Será que essa dica funciona?

Mas sejamos objetivas, porque estamos juntas nessa busca por biquínis legais independentemente do preço. Recorri aos arquivos da São Paulo Fashion Week de abril deste ano, disponíveis no site de Lilian Pacce, para resgatar o que marcas com Vix, Água de Coco, Salinas e Amir Slama já indicaram como trend pra essa temporada. Me segura que eu sou aloka dos spoilers e já vou adiantando: dá pra aproveitar o biquíni do ano passado, viu? Meu cartão de crédito comemora! E o seu? hehe

Antes de seguir, uma curiosidade: cês sabiam que o nome “biquíni” deriva do atol de Bikini, um atol do oceano Pacífico usado para testes com bombas nucleares? Em julho de 1946 ocorreu o lançamento em uma piscina em Paris e foi a maior coisa. A ideia do maiô de duas peças (amo essa expressão) era que a mulher que usava o biquíni causava o mesmo efeito: o de uma bomba atômica. #vinowikipedia #oalmanaquedaFolhadizqueéverdade

Vamos direto ao ponto, Moça Criada?

Entãão, dá pra separar o halter top (aquela parte de cima que parece um cropped) para colocar na mala da viagem, porque vai continuar rolando essa modinha nas areias das praias. Vai rolar também o formato tradicional, do mais simples ao cortininha, passando pelo tomara-que-caia. O diferencial fica com as estampas e detalhes, como babados. Ah! Outra coisa que já dá pra notar com força: as mangas nos halter tops e tiras extras, como abaixo dos seios. A preocupação é só com a marca do sol, mas isso vai de cada uma. 🙂

As partes de baixo vêm em dois modelos: hot pants e calcinha no estilo tanguinha (cinturinha baixa, coisa e tal, em lacinho nos lados) – o que não quer dizer que nosso tradicional biquíni de lacinho esteja fora da rota. NONONO. A gente pode encontrar também os ripples, calcinha no formato coração com um franzido no bumbum que deixa o tecido mais próximo da pele e dá até uma levantadinha no dito cujo. hehehe As partes de baixo dos biquínis também vêm com fendas, separando as laterais em partes ora com espaços maiores, ora com espaços menores.

Agora, deixa eu contar pra vocês, eu to a-man-do a possibilidade de considerar usar maiôs! Tem aqueles no estilo engana-mamãe haha morro com esse termo e aqueles com um desenho mais quadradão (quem souber o termo certo, me corrige por favorzinho hehe)), que eu gosto mais. Não sei se minha barriguinha saliente me deixaria confortável pra usar qualquer um desses, mas experimentarei… Um dia… Como quem não quer nada… Mas que no fundo quer usar esse maiô. Enfim. Nesse caso, eu vou destacar as peças da Salinas, no melhor estilo Miami, que achei divertidíssimo, bem verão mesmo, que só de ver as peças já bate a felicidade. hihi

O que acha, moça? Já escolheu seus modelos preferidos?

Curiosa, jornalista e libriana. Mestranda no PósCom/Ufba, interessada nos valores - os meus, os seus, os de notícia e os humanos. Se piscar o olho, o cochilo vem, mas os olhos sempre estão abertos para uma série ou outra que desperte o interesse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *