A trend no Tik Tok que exalta corpos reais sem filtros e edições

A trend no Tik Tok que exalta corpos reais sem filtros e edições

Nós, mulheres, sabemos bem os sentimentos que a pressão estética sobre nossos corpos é capaz de despertar. Desde menina aprendemos a odiar ou nos envergonhar das curvas herdadas pela genética ou desenvolvidas por motivos diversos. Ou, ainda, nos constrangemos se não desenvolvemos seios ou bumbum o suficiente para corresponder ao que se espera do corpo feminino na adolescência.

As redes sociais têm exposto outras referências de corpos e despertado outras formas de nos relacionarmos com o nosso. Uma trend do Tik Tok é um exemplo disso. A gente pode dizer que começou com a rapper, cantora e compositora Lizzo.

Funciona mais ou menos assim: os primeiros segundos do vídeo focam no rosto e apresentam, do meio para o final, o corpo real da mulher. Sem edição, sem cortes, com barriguinha saliente, flacidez, gordura ou o que existir. É exaltação do corpo no melhor estilo body positive.

@lizzo

Body positivity has entered the chat

♬ original sound – Dexter

Os comentários no vídeo de Lizzo entregam a importância desse movimento. “Rainha”, “Isso aí, mama” e “Eu amei! Muito obrigada por isso” são só algumas das manifestações escritas pelas seguidoras da artista. Outras pessoas relataram que a trend fez com que se sentissem mais confiantes e que o vídeo de Lizzo era inspirador.

“Literalmente uma rainha. Esse é o tipo de energia e vibe que nós precisamos nas redes sociais”, escreveu outra seguidora.

+ Veja também: O que você precisa saber sobre o Tik Tok

Body positive

O vídeo de Lizzo foi reproduzido por outras várias produtoras de conteúdo no Tik Tok, que apresentaram seus corpos na forma como são. A iniciativa é uma manifestação do body positive, movimento que reivindica respeito não apenas às pessoas obesas, como também para aquelas com deficiências, cicatrizes, características, enfim, que fogem aos padrões de beleza estabelecidos. O objetivo é mesmo romper com o fluxo de sentimentos ruins quanto à própria aparência para passar a nutrir uma relação mais harmoniosa com a sua individualidade.

O movimento body positive é desdobramento do movimento feminista de aceitação da gordura do final dos anos 1960, que tinha como objetivo estimular o debate acerca de pressupostos sociais de imagem corporal e discriminação contra pessoas gordas. Atualmente, a principal plataforma de disseminação das ideias de body positive é o Instagram.

O estudo “#bodypositivity: A content analysis of body positive accounts on Instagram“, de 2019, aponta que a hashtag #bodypositive havia sido usada em 7.069.114 posts, e a hashtag #bodypositivity acumulava 2.195.968 publicações.

Essas hashtags acompanham uma variedade de imagens, incluindo mulheres ‘gordas’ praticando ioga com legendas como ‘Mulheres gordas podem ser ativas, em forma e fabulosas também’, e blogueiras de moda vestindo as últimas tendências reservadas anteriormente para modelos de passarela idealmente magras, com hashtags como #plussizefashion e #styleissizeless.

Estudo “#bodypositivity: A content analysis of body positive accounts on Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *