Vale à pena pegar já andando o bonde do amor?

Juliana conheceu um jovem rapaz certa feita. Ela se interessou, procurou saber mais sobre o cara, descobriu que ele tava solteiro. Caminho livre, até então. Até, no caso, Juliana descobrir que o jovem rapaz já havia começado uma história com alguém. Coisa bonita mesmo, de muito carinho, parceria, cuidado – pelo menos  nas redes sociais.

A dúvida bateu logo: vale à pena se intrometer numa história por livre e espontânea vontade, sem nem ter sido convidada?

via GIPHY

É porque a gente fica tão no afã de viver alguma coisa bacana, sem censurar as possibilidades antes mesmo de elas acontecerem, que até cogita se meter numa história que está na metade do caminho. Aquele papo de pegar o bonde andando, correr atrás do ônibus tendo o feeling de que aquele, na verdade, não é o certo pra você.

Ok, o ônibus poderia estar vazio, minimamente agradável, parecer aquele que você gostaria de pegar. E enquanto você ouve uma voz dizendo “deixe esse passar”, sua razão te encoraja a subir no ônibus. Metros depois você percebe que não era nada daquilo que imaginava.

Talvez seja mais ou menos assim que funcione a lógica dos relacionamentos, Juliana. A gente se interessa, cogita a possibilidade, imagina como seria, enfim, arranja razões para pegar o tal ônibus. Mas a gente sequer sabe o que já aconteceu e, daqui que saiba, já foi tomado um caminho completamente diferente do que você gostaria de fazer, o estresse bateu, a frustração pegou de jeito, a preguiça em esperar outro toma conta.

via GIPHY

Às vezes o boy – ou a girl – não superou aquela relação de tanto tempo e é só uma questão de oportunidade para o famigerado flashback acontecer. Talvez exista ali uma relação de amizade que espera só uma brechinha pra deixar claro aos pombinhos que é amor o que um sente pelo outro. Talvez…

Fato é que decidir se envolver com alguém já envolvido com outra pessoa é arriscadíssimo. O melhor a fazer é deixar o baile seguir. Pensa se vale à pena ser penetra nesse jogo de dois que já pode estar completo. Segura essa paciência e espera, o tempo que for, por aquele ônibus que te dará a segurança de seguir viagem sem nenhuma preocupação além do quanto de aventura estará por vir.

Pode custar um tempo, Ju, afinal não já existe aquela história de que quanto mais você quer um ônibus, mais ele demora?

Mas ele sempre chega.

via GIPHY

Compartilhe com as amigas
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on TumblrPin on PinterestEmail this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>