Um pedido às moças: deixem o reconhecimento chegar

Atenção, moça, para o que eu vou te falar nas próximas linhas. Espero que você entenda de uma vez que o reconhecimento vem para todos, independentemente do tempo, de quem seja, do que quer que faça. Em algum momento da vida alguém verá o que você faz e dará o devido valor aos seus esforços. Para isso, no entanto, você precisa deixar o reconhecimento chegar.

Você dirá que não é consciente, que seu psicológico sabe lidar com as coisas que dão errado, mas não quando os fatos acontecem conforme seu desejo. Certamente.  Contudo, você precisa identificar o que te prende a uma zona de conforto, tão angustiante que te faz sonhar alto e querer mudar de vez aquela realidade.

É medo de rejeição? É medo de não dar certo? É trauma? Memórias te impedem de fazer as mesmas coisas de antes? Você precisa saber. Precisa, porque se o seu desejo é pelo sucesso, ele só virá quando você se sentir pronta para encará-lo. É tipo força do pensamento, sabe?

via GIPHY

Esses últimos dias têm me feito parar pra pensar nessa coisa louca que é conseguir algo que a gente tanto esperava – ou minimamente chegar perto de realizar. Não sei como é com vocês, mas sou capaz de ter verdadeiras crises de ansiedade. E é ela, a ansiedade, no que aposto como justificativa para a demora do reconhecimento chegar como eu gostaria.

Lembra do poder do pensamento que mencionei há pouco? Pois! Penso tanto no que vai acontecer antes, durante, depois; ensaio reações para possíveis coisas que as pessoas dirão. E se der errado? E se não for nada do que me falaram e, na verdade, eu for constrangida no ambiente? Essa postura muitas vezes me sabota. Acabo desistindo das coisas, não consigo perceber a oportunidade…

Mas sei que não dá pra ser assim. É preciso deixar o reconhecimento chegar. E ele vem de tantas maneiras, aos pouquinhos, como se por indicativos de que ele realmente está ali. Deixe as pessoas falarem o quanto você é boa no que faz. Deixe as pessoas te convidarem para ocupar postos de destaque. Se reconheça boa para as oportunidades, porque elas não viriam se você não fosse!

É um exercício constante de não desistir e aceitar que cada etapa aconteça. No fundo, no fundo eu quero; meu insconsciente tem medo. O truque é equilibrar esses sentimentos, de modo que o real desejo se sobreponha e, enfim, nos leve a concretizar tais objetivos. Vamos continuar tentando?

via GIPHY

Compartilhe com as amigas
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on TumblrPin on PinterestEmail this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>